Primeira Assembleia Metropolitana de Leigos

Concretizando o Projeto Paróquia Viva, tendo a motivação do Ano do Laicato e do Sínodo sobre a Juventude, sob a luz da Exortação apostólica do Papa Francisco Gaudete et exsultate sobre a santidade no mundo de hoje, colocando em prática a ação pós-visita do plano Visita Canônica e se esforçando em dinamizar a pastoral na Metropolia com a participação ainda mais consciente e organizada dos leigos, o Arcebispo Dom Volodemer Koubetch convocou uma Assembleia especial com as lideranças laicas, que aconteceu no dia 18 de novembro de 2018, nas dependências da Paróquia Sagrado Coração de Mallet. Foi a primeira desse gênero no âmbito da Metropolia Católica Ucraniana São João Batista.

No Decreto de convocação dessa Assembleia se lê: “Para realizar melhor a pastoral dos leigos conforme o programa da Igreja Greco-Católica Ucraniana, trabalhando em prol da criação do Conselho de Leigos (CL) desta Metropolia e para o maior bem de todos os fiéis da mesma, após entrar em acordo com o Sr. Marcos Nogas – Coordenador Geral do Laicato desta Metropolia e tendo concordado com os responsáveis sobre o local e a data, no exercício dos meus deveres e direitos previstos pelas normas canônicas, por meio do presente decreto CONVOCO A ASSEMBLEIA GERAL DOS LEIGOS…”

Visando maior proveito, os organizadores da Assembleia colocaram alguns requisitos e orientações: “os participantes sejam pessoas bem engajadas na liderança pastoral e administrativa (membros do Conselho Administrativo Paroquial, Catequistas, zeladores ou membros ativos do Apostolado da Oração, etc.). “O investimento é para o bem e a evangelização da própria comunidade. Os participantes são encarregados de representar a sua comunidade e depois repassar os resultados do evento e as futuras orientações do Conselho de Leigos para a própria comunidade”. Por isso, foi determinado que os gastos com a inscrição e a viagem ficassem sob a responsabilidade da comunidade dos participantes.

O programa seguiu o seguinte horário: 08:00 – Recepção dos participantes e café; 09:00 – Divina Liturgia; 10:30 – Palestra sobre o Laicato; 12:30 – Almoço; 13:30 – Exposição sobre o Conselho de Leigos; 14:00 – Trabalho em grupos; 15:00 – Plenária; 15:30 – Encerramento; 15:45 – Foto oficial, lanche, despedida.

Após a leitura das intenções, feita por um paroquiano meletense, o Pároco Irineu Vaselkoski deu as boas-vindas a todos. Em sua homilia, Dom Volodemer discorreu sobre os dois textos escolhidos para a reflexão durante a  Assembleia: 1) Epístola: 1Cor 12,4-14 – “Porque, como o corpo é um todo tendo muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, formam um só corpo, assim também é Cristo” (v.12); 2) Evangelho: Mt 5,13-16 – “Vós sois o sal da terra (v. 13); vós sois a luz mundo (v. 14)”. O Metropolita apresentou as motivações da Assembleia e destacou a necessidade urgente de a Metropolia fazer um trabalho pastoral mais profundo com a colaboração dos leigos. Ele enfatizou especialmente a formação de líderes leigos e a missão específica dos leigos na sociedade. “Os leigos estendem a Igreja no mundo, na sociedade, no trabalho, na família, fazendo da desta a Igreja doméstica”, disse o pregador.

A Palestra principal, após a celebração litúrgica, abordou o tema “Ser Igreja – o protagonismo dos leigos”. Auxiliado por sua esposa a Sra. Daniele, o Sr. Marcos Nogas apresentou o tema em três partes: a primeira foi dedicada ao tema da liderança, a segunda ao tema da “Paróquia viva – lugar de encontro com Cristo vivo” e a terceira sobre o laicato nos documentos recentes da Igreja. As duas primeiras partes foram desenvolvidas antes do almoço.

O almoço foi servido no salão de festas da Paróquia, preparado com muito carinho pelas senhoras voluntárias do Apostolado da Oração, que prestam serviços à Paróquia sempre com muita satisfação e alegria. Um grupo de senhores se encarregou da carne, bem preparada e bem servida.

O trabalho da tarde, iniciado às 13h30min, consistiu primeiramente no desenvolvimento da terceira parte da palestra, que foi sobre o protagonismo laical no Magistério da Igreja. Prosseguindo, o Sr. Marcos falou sobre vários aspectos práticos relacionados à missão dos leigos na Igreja e, mais precisamente, sobre a dinâmica de um Conselho de Leigos, a respectiva elaboração do plano de implantação do CL nas paróquias. A fim de colher mais informações e provocar uma reflexão prática sobre o tema exposto, foram colocadas algumas perguntas para o estudo nos grupos. As conclusões foram apresentadas e debatidas em plenária.

Encerrando a Assembleia, o Diácono Romeu Smach pediu a palavra para falar sobre a organização da Pastoral da Juventude na Metropolia, um desafio que deve ser enfrentado por todas as comunidades e contar com a ajuda direta das famílias. O Arcebispo Metropolita explicou alguns elementos centrais de seu trabalho pastoral na busca de um engajamento maior da parte dos leigos. Ele agradeceu ao Pároco local e sua equipe pela acolhida. Manifestou seu contentamento e agradeceu especialmente ao Sr. Marcos Nogas por estudar teologia e se tornar um teólogo leigo a serviço da Metropolia. Na execução dos diversos projetos pastorais, ele solicitou a colaboração de todos.

A foto oficial teve como fundo a arquitetônica igreja Sagrado Coração de Jesus. A Assembleia encerrou com o lanche. Animados por perceberem que estão sendo mais valorizados pela hierarquia, os participantes retornaram às suas comunidades.

94 paroquianos participaram da Assembleia, vindos das seguintes paróquias e localidades:

1) Paróquia São José de Dorizon: Igreja São Miguel Arcanjo – Serra do Tigre – 4;

2) Paróquia Sant’Ana do Pinheirinho – Curitiba: Matriz – 2; Igreja Nossa Senhora das Dores – Fazendinha – 2;

3) Paróquia Natividade de Nossa Senhora de Vera Guarani: Matriz – 2; Igreja Sagrada Família – São Roque – 2; Igreja Transfiguração do Senhor – Carazinho II – 2; Igreja São João Batista – Paulo Frontin – 2; Igreja São Miguel Arcanjo – Carazinho I – 1; Igreja Assunção de Nossa Senhora – Cândido de Abreu – 2;

4) Paróquia da Arquicatedral de Curitiba: Matriz – 2; Exaltação da Santa Cruz – Pinhais – 2; Igreja Sagrada Família – Oficinas – 1; Igreja do Perpétuo Socorro – São José dos Pinhais – 1;

5) Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora de Curitiba: Matriz – 1; Igreja São José Operário – Bairro Alto – 1; Igreja Sagrado Coração de Jesus – Fazenda Rio Grande – 2; Igreja Sagrado Coração de Jesus – Abranches – 1;

6) Paróquia Transfiguração do Senhor de Ponta Grossa: Matriz – 2;

7) Paróquia São Basílio Magno de União da Vitória: Matriz – 2; Igreja Nossa Senhora do Amparo – Santa Maria – 4;

8) Paróquia Menino Jesus de Canoinhas: Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Três Barras – 3;

9) Paróquia Santíssima Trindade de São Cristóvão – União da Vitória: Matriz – 2; Igreja Santa Luzia – Paula Freitas – 2;

10) Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro de Mafra: Matriz – 3; Igreja São Miguel – Rio Negrinho – 2; Igreja Sagrada Família – Itaiópolis – 10;

11) Paróquia Sagrada Família – Iracema: Igreja Nossa Senhora do Patrocínio – Rio Pratinha – 2; Igreja São Nicolau – Colorado – 2; Igreja Santo Antônio – Papanduva – 4;

12) Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Mallet: Matriz – 4; Igreja São Josafat – Santa Cruz – 1; Igreja Divino Espírito Santo – Colônia 5 – 2; Igreja Nossa Senhora Rainha da Paz – Lageado de Baixo – 2; Igreja Apresentação de Nossa Senhora – Serra Azul – 2;

13) Paróquia Exaltação da Santa Cruz – Rio das Antas: Matriz – 2; Igreja Nossa Senhora da Glória – Cruz Machado – 2; Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Quinta Ficinal – 2; Igreja São Miguel Arcanjo – Linha Vitória – 2; Igreja Bom Jesus – Linha Antonina – 2; Igreja Cristo Rei – Linha Charqueada – 2.

Por algum motivo, três paróquias não enviaram representantes para a Assembleia. No próximo ano, a Metropolia espera contar com representantes de todas as paróquias.

A Metropolia agradece cordialmente a todos que contribuíram para que fossem dados os primeiros passos na criação do Conselho de Leigos. Vai um agradecimento especial ao Sr. Marcos Nogas por ter aceitado a Coordenação Geral do Laicato. Também externa gratidão ao Revmo. Pe. Ireneu Vaselkoski e à Paróquia Sagrado Coração de Jesus pela disponibilidade em sediar o evento. Todos os agentes de pastoral são convidados a se dedicarem com muito zelo na pastoral do Laicato, promovendo uma autêntica missão do leigo na nossa Metropolia. Com certeza, isto frutificará para o benefício de todos os fiéis. A realização da Assembleia foi um dos passos importantes nesta pastoral e deverá se encarnar na Metropolia como uma atividade anual.

Texto: Secretariado Metropolitano

Fotos: Wilson Surmacz